7 Dicas para criar os melhores Flash Cards

Dica 1: Use Fotos

Há um princípio legal que surgiu da psicologia cognitiva nos anos 60 e 70, chamado de “ Efeito da Superioridade Pictórica ”. A ideia básica é que nos lembramos de fotos ridículas, e nós praticamente não gostamos de lembrar palavras.

Infelizmente para nós, as línguas estão cheias de palavras , não de imagens, pelo menos na superfície, estamos ferrados.

Dica 2: Mais é melhor

Quanto mais cartões você fizer para um único tópico, mais fácil e melhor você vai memorizá-lo. Pelo menos para palavras, existem dois tipos principais de Flash Cards que vale a pena usar:

  1. cartões que testam a compreensão (o que é um cachorro ?)
  2. E cartões que testam a produção (o que é um animal peludo com uma cauda abanada que persegue gatos?)

Seu trabalho é pensar sobre o que a palavra significa.

Esses cartões fazem um trabalho incrível de criar associações em uma nova palavra – imagens, sons, pedaços de gramática, etc. Dessa forma, na próxima vez que você encontrar essa palavra em um novo contexto enquanto estiver lendo ou ouvindo, essas associações voltarão imediatamente.

Em geral, esses cartões têm uma ou duas palavras em suas laterais sem nenhum contexto adicional. Na parte de trás, eles terão fotos, frases de exemplo e quaisquer outras guloseimas que você decidir colocar nelas.

Princípio 3: Mantenha-o simples

Quando você vê palavras agrupadas em listas de vocabulário, você pode ficar tentado a mantê-las em seus grupos originais.

Por que gastar tempo fazendo sete cartões para os dias da semana, quando você poderia fazer um ou dois? No meu primeiro baralho de Inglês, agrupei os dias da semana, os meses do ano, vários tipos de frutas e qualquer outra coisa que eu pudesse colocar em um único Flash Card. Isso foi lamentável. Até os separar, não consegui lembrar de nenhuma dessas palavras.

Sempre que possível, seu objetivo é testar um conceito por cartão, porque ele economizará seu tempo a longo prazo. Um cartão simples é fácil de lembrar e ajuda a produzir uma resposta rápida; você sabe ou não sabe e, se não souber, vai repeti-lo até que o faça.

Dica 4: Quando você está certo, você está certo

Acabei de dizer para você nunca exigir várias respostas, mas o que acontece quando você tenta aprender um sinônimo?

Com âncora no momento adequado, será muito fácil conectar um novo conceito ao primeiro ( “barras de chocolate usam a mesma palavra que barras normais!”).

É um único cartão (como cartão com uma única foto de uma barra de chocolate) será o suficiente para criar essa conexão, tornando-o um especialista em todas as coisas relacionadas à barra.

Dica 5: Os opostos se Atraem. Não os deixe juntos!

Preste muita atenção ao fazer cartões para idéias intimamente relacionadas e torná-los o mais independentes possível. Sua memoria vai agradecer. Isso se aplica a palavras relacionadas tematicamente, como semáforo, faixa de travessia, rua e calçada, e antônimos como frio / quente.

Dica 6: Mantenha os Curto

Seu cérebro é muito bom em ser preguiçoso (e eficiente). Ao longo da prática de um cartão, você memorizará as palavras mais próximas da palavra ausente e tenderá a ignorar o restante do cartão.

Mantenha suas perguntas o mais simples e diretas possível, e você será recompensado com memórias úteis e robustas.

Dica 7: Aprenda e memorize

Entenda o que você está ensinando antes de memorizá-lo. Embora haja um lugar para a incerteza no estudo de novos conceitos, memorizar um termo geralmente incompreensível não é o uso mais eficaz do seu tempo. Use exemplos que você possa entender e você aprenderá mais fácil com eles.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *